04 de Julho de 2018

APERGS e IAJ apoiam advogados negros e indígenas a se prepararem para concursos



Com o objetivo de viabilizar que bacharéis em Direito da população negra e indígena cursem aulas preparatórias para a carreira jurídica, a Associação dos Procuradores do Estado do Rio Grande do Sul (APERGS) e o Instituto de Acesso à Justiça (IAJ) assinaram um convênio na manhã desta quarta-feira (4).

O IAJ selecionará candidatos, e a APERGS contribuirá mensalmente para o custeio das bolsas. Os cursos preparatórios são voltados para concursos na carreira jurídica de nível superior. A entidade também viabilizará a participação dos estudantes selecionados em cursos e eventos promovidos pela Escola Superior de Advocacia Pública da Associação dos Procuradores do Estado do Rio Grande do Sul (ESAPERGS) e cederá a sede sociocultural para a realização de formação cultural complementar.

O convênio foi assinado pela presidente da APERGS, Marcela Vargas, e pelo coordenador executivo do IAJ, José Felipe Ledur, juiz do Trabalho aposentado. Também participaram a diretora vice-presidente da ESAPERGS, Márcia Cadore, e a presidente do Conselho Deliberativo do IAJ, juíza de Direito Karen Luise Souza Pinheiro.

Para Marcela Vargas, o convênio beneficia uma faixa importante da população. “A APERGS lança um novo olhar para a nossa realidade na busca de oportunidades iguais para todos”, afirmou a presidente da Associação.

O coordenador executivo do IAJ saudou a iniciativa conjunta das duas entidades e considerou “muito importante o fortalecimento de laços” para a sociedade sair ganhando.


Fonte: Assessoria de Imprensa/APERGS

 
 


14/Nov/2018 - ESAPERGS firma termo de compromisso entre escolas jurídicas do Estado

10/Nov/2018 - APERGS participa do 2º Congresso de Procuradores dos Estados da Região Sul

03/Nov/2018 - Exposição fotográfica denuncia trabalho escravo contemporâneo

30/Out/2018 - Impactos do novo Código de Processo Civil na Fazenda Pública e Processo são discutidos em evento

19/Out/2018 - Arbitragem traz rapidez e diminui custos na administração pública